Por que sua empresa precisa estar presente no Pinterest

Provavelmente, é estratégico que sua empresa esteja no Facebook ou Twitter. Talvez, seja inteligente que ela compartilhe fotos no Instagram e esteja no LinkedIn para encontrar novos funcionários e inspirar profissionalmente os antigos. Mas o que dizer do Pinterest?

Se sua empresa tem uma história para contar – que possa ser contada visualmente – há um público na rede esperando por você.

Pinterest e a narrativa visual

A rede tem uma reputação que pode tornar difícil a tarefa de vendê-lo aos clientes. Muitos pensam que o Pinterest é utilizado somente por mulheres que desejam colecionar ali suas aspirações pessoais, como as receitas mais incríveis ou as fotos do seu futuro casamento – o que não quer dizer que isso não aconteça. Mas é importante lembrar que, devido principalmente aos seus recursos para narrativa visual, existe na rede um grande potencial para negócios.

Pinterest_azeiteandorinha

 

Para estrear sua conta no Pinterest, o azeite Andorinha criou um verdadeiro livro de receitas digital. De forma didática e visualmente atrativa, a marca utilizou seu perfil na rede para mostrar como usar cada produto de seu portfolio. Além de ensinar como preparar os alimentos, a intenção é compartilhar receitas de outros perfis relacionados à gastronomia e mostrar como o ingrediente pode ser utilizado mesmo nas receitas mais inusitadas, como no pudim de azeite e mel.

Pinterest_hootsuite

 

 O Hootsuite é outro bom exemplo de utilização diferenciada do Pinterest. O sistema de gerenciamento de mídias sociais tem boards dedicados a ajudar as pessoas a usá-lo melhor, incluindo estudos de caso, infográficos e melhores práticas e tendências. Há também um board dedicado aos embaixadores da marca da empresa, para que os usuários do Pinterest possam ver o que seus influenciadores de mídias sociais estão fazendo.

O diferencial do Pinterest

O conteúdo do Pinterest deve ser pensado como conteúdo de longo prazo. Deve ser usado em termos do quais valores visuais cada parte do conteúdo pode transmitir e quanto tempo ele pode ser útil.

Isto não é sobre você. Isto não é um catálogo. Você tem que pensar além de si mesmo. O Pinterest é um lugar onde você pode desenvolver uma comunidade e inspirar as pessoas a fazerem parte de uma comunidade também.

Não funciona como no Facebook ou Twitter. Nessas redes, pode ser que você poste a foto da sua marca e 50 pessoas a compartilhem, mas, logo depois, sua imagem irá se perder em meio ao feed de notícias. No Pinterest, o conteúdo pode ficar ali registrado e ser achado com mais facilidade por meio dos boards. Ele deve ser criado para ser fresco por muito tempo, ainda que seja venha a ser compartilhado meses depois.

Pinando o futuro

Sem dúvida, em termos de rede social relacionada ao compartilhamento de imagens, o Instagram é o atual gigante, embora seu formato seja muito diferente e se concentre em imagens originais ao invés de fotos de outras fontes. O Pinterest ainda enfrenta o problema de não atrair o público masculino, visto que sua natureza traz à mente uma lógica scrapbooking, que não tem sido, culturalmente, uma preferência para os homens. Redes como o LockerDome podem ser uma porta de entrada masculina para a lógica Pinterest.

Ainda assim, o Pinterest é um gigante em seu próprio direito. De acordo com o mais recente Shareaholic Mídia Social, o Pinterest é a segunda maior rede social geradora de referências,  atrás apenas Facebook. Se a rede adicionar aos seus recursos o botão “comprar”, como alguns rumores indicam que está próximo de acontecer, as marcas de comércio eletrônico, principalmente, iriam garantir a sua presença por lá. O Pinterest também poderia facilitar parcerias entre marcas e sites de comércio eletrônico. Vamos aguardar – e torcer.

* Se você tem uma história de sucesso, conte ao Pinterest como a rede ajudou a fazer o seu negócio crescer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>